»

sofregamente:

Escrevo hoje sobre os olhos que não vi. Estas paisagens as vezes pouca, as vezes longa

I. Seus olhos
Eu pulo de um prédio, de um muro, do meu mundo, pra ver você olhar pra mim.
Eu corto o pulso e morro de fome, mas me deixa virar na curva do seus olhos, eu quero tentar uma coisa. Deixa eu testar seus declínios, e escorrer em lágrimas. Deixa eu correr nas riscas do seu olho pintado em dor.
Gosto desta cor.

Olhos do avesso.

Added at 12:17am46 notes
islandprincesa:

♡Princesita

reblog92 notes